terça-feira, 1 de abril de 2014

O triste tabuleiro


Olhar espavorido em utópica esperança

Estômago escravo açoitado pela senhora fome

Pequenas mãos rústicas já não são mais de criança

Coração empedernido e enregelado lhe consome

 

Passos a esmo lhe conduzem sem porvir

O sol lhe traz espasmos breves de alegria

Esfarrapada alma perdida na louca equação de ir e vir

Apenas um ponto em um quadro branco ele se sentia

 

Estaciona seus pesadelos e avista o parque da cidade

Ouve os risos fáceis das famílias felizes

Chora ao imaginar o que fez para ser banido nessa idade

Sem resposta recolhe seus momentos infelizes

 

Segue sem glória o soldado em sua guerra abandonada

Revirando o lixo em busca da dignidade ausente

Enquanto no céu, no conforto da mansão enluarada

Um Senhor mexe muitos deles nesse tabuleiro decadente

14 comentários:

ॐ Shirley ॐ disse...

Bonito e profundo poema, retratando a desesperança, a solidão e a decadência humana. Mas, como nada acontece por acaso, a aceitação e a compreensão do destino, será premiada pelo "Senhor que mora na mansão enluarada".
Gostei muito, Evandro, bom dia!

sub helena disse...

O caos, o abandono, o sentimento de viver pela metade, a miserável miséria do homem, é como bem descreveu: "Esfarrapada a alma perdida na louca equação de ir e vir... Sem resposta recolhe seus momentos infelizes...Revirando o lixo em busca de sua dignidade ausente." Gostei do poema. Abraço.

Franciéle Romero Machado disse...

Incrível o poema ainda mais o seu final. O modo como é retratado ao decorrer a rotina de uma pessoa que passa por necessidades...como fome, abandono, infelicidade. Admiro algumas partes do poema que fogem a um escrita básica e traz uma escrita mais rebuscada como esses seguintes trechos: "a senhora fome", "estaciona pesadelos" entre outros trechos revelando uma linguagem, ou seja, um modo de expressão diferente pois a escrita foi inspirada. Isso admiro muito. Abraços e uma boa tarde :D

Franciéle Romero Machado disse...

Incrível o poema ainda mais o seu final. O modo como é retratado ao decorrer a rotina de uma pessoa que passa por necessidades...como fome, abandono, infelicidade. Admiro algumas partes do poema que fogem a um escrita básica e traz uma escrita mais rebuscada como esses seguintes trechos: "a senhora fome", "estaciona pesadelos" entre outros trechos revelando uma linguagem, ou seja, um modo de expressão diferente pois a escrita foi inspirada. Isso admiro muito. Abraços e uma boa tarde :D

© Piedade Araújo Sol disse...

o poema além de muito bem conseguido, retrata um quadro humano, que existe e que é muito triste.

boa semana!

:)

Fábio Murilo disse...

Pobre homem vitima de outros homens. De nos mesmo, que olhamos com olhar conformado, anestesiado, indiferente, coniventes.

Fê blue bird disse...

Um jogo em que infelizmente sabemos sempre quem perde.

Muito bem conseguido este seu belo poema.

beijinho

Zilani Célia disse...

OI EVANDRO!
NA DESESPERANÇA DE UMA VIDA DE MISÉRIAS,UMA LUZ, NA MANSÃO DO "PAI" QUE O GUIARÁ.
LINDO E TOCANTE!
ABRÇS.

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Bruna Morgan disse...

Seres totalmente ignorados /:
Ontem eu estava numa van e um senhor ao meu lado se vestia muito bem (bem até demais) que lia um jornal. Leu o título que falava sobre a pobreza, virou de página correndo sem ler a matéria e começou a prestar atenção num texto sobre esoterismo.
Ao meu ver, ele só se importa com o crescimento próprio, ignorando todos os outros. Muita gente faz isso.

Meu Blog ♥

POETA CIGANO disse...


Caro amigo e poeta Evandro !!! !!!

O meu Blogue mudou de nome por
Diversos motivos e passou a se chamar:

http://centelhaspoeticas.blogspot.com
“Meus Sonhos e Devaneios Poéticos”

Passando para retribuir a sua visita. Perdoa- Me o atraso, pois estava e ainda estou com
Alguns problemas com meu PC.
Que você tenha uma semana maravilhosa, Com muita luz em seus caminhos.

Beijos de luz

POETA CIGANO – 07/04/2014

Evanir disse...

Cada dia tem o seu segredo: delicioso, mágico.
é isso que nos estimula a sonhar
e a depositar nossas esperanças no amanhã,
sabendo que, o hoje é uma fonte .
Acredite no Tempo, na Amizade,
na Sabedoria, e principalmente no Amor.
Que Deus abençoe seu Domingo.
Beijos no coração afagos na alma.
Evanir.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu amigo

Infelizmente um poema muito verdadeiro.
As crianças são o futuro e estão a ser tão maltratadas.

Um beijinho
Sonhadora

O tempo das maçãs disse...

Viver não é nada fácil e a abandono é uma das coisas mais tristes que existem, principalmente quando não se encontra uma resposta pra tanto.

Belo.

Beijinho, querido e boa Páscoa.

Jota Effe Esse disse...

Esse é o jogo sujo onde todos perdem sem notar que estão perdendo. Meu abraço.