terça-feira, 1 de outubro de 2013

Platônico


Ir até o inferno

e beijar a boca do perigo

Saborear o batom rubro

do prazer adormecido

Abraçar as pétalas de rosas

e ancorar em um jardim

de sensual abrigo

Buscar um brilho suave

no luar desconhecido

Entrelaçar pernas e braços

em gemidos docemente selvagens

Levantar dos sonhos insanos

e deixar cair uma lágrima

de rara felicidade

Espelho,

ó Deus dos derrotados,

porque me torturas

com a falta de coragem?



20 comentários:

Rodrigo Moura disse...

Poema impecável, Evandro!
"Ir até o inferno e beijar a boca
do perigo, saborear o batom rubro
do prazer adormecido", uau!
Uma verdadeira viagem dentro da poesia!

© Piedade Araújo Sol disse...

intenso e com uma mescla de nostalgia...

:)

Renato Hemesath disse...

Oi Evandro! Lendo essa postagem fiquei pensando que talvez sempre quando chegamos a conclusão de que poderíamos nos permitir mais, nos aproximamos de coisas que não são comuns de serem feitas, mas que talvez não seja significativamente difícil fazê-las.

Além da ótima seleção de palavras, teus escritos sempre suscitam pensamentos!

Abraços!!!

Zilani Célia disse...

OI EVANDRO!
MESMO NO CAOS TOTAL, SEMPRE É POSSÍVEL, ROLAR UMA LÁGRIA DE FELICIDADE...
TOCANTE.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

ॐ Shirley ॐ disse...

Tudo na vida é dual, até mesmo o amor...É tão lindo e, ao mesmo tempo, machuca tanto. Gostei muito do poema, Evandro.Um beijo!

Anderson Lopes disse...

O perigo seduz a coragem. Uma hora ela para de resistir. Belo poema!!

Fred Caju disse...

Uma Estação no Inferno do Rimbaud veio direto na cabeça com o começo do poema. Abraço.

Evanir disse...

A alegria de viver maior que podemos
demonstrar é quando nossa vida
esta de alguma forma atingida por algum problema
em nossas vidas.
Quanto tudo esta bem é fácil parece termos tudo
que nada desmorona ,
que estaremos sempre acima de tudo.
Eu tenho visto isso no longo da minha vida
a falta de despreparo para enfrentar
prováveis empecilhos .
A fé tem um poder enorme uma das maiores armas
nos da força e a certeza de
que nunca estaremos sozinhas.
Venho agradecer sua presença
e tenha certeza a verdadeira amizade
é um amor que o tempo não destrói.
Todos nós somos passivos de erro
e dignos de perdão.
Em minha postagem deixo um cainho
e uma alerta ,que acredito exponho
um grande amor por todos.
Um Domingo na paz e na luz.
Beijos carinhos e afagos na sua alma linda.
Evanir.

Lua(ra) disse...

Vim movida pela curiosidade... e olha a preciosidade com que me deparo! =)

Adorei seu blog já pelo nome (por que será, né? hehe). E depois de ver o conteúdo, então... Coisa fina, isso aqui!

PS. Lisonjeada com a visita e o comentário!

ॐ Shirley ॐ disse...

Voltei. Saboreei de novo...Evandro, um beijo!

O tempo das maçãs disse...

Faz mesmo falta a coragem, mas não desista, avança aos pouquinhos...

Belas palavras, querido.

Beijo.

Evanir disse...

Estou passando para deixar meu carinho
ler sua postagem que tão bem faz para o meu coração.
Eu amo acarinhar você! Levo em meu coração
cada palavra que leio e tua postagem.
Fico feliz de ser privilegiada
com sua dedicada amizade.
Deus abençoe sua semana. Beijos!
Milhões de carinhos na alma.
Evanir..

Carlos Rímolo ( Poeta Cigano ) disse...


Grande poeta Evandro !!!

Senti-me honrado com mais uma sua presença Em minha Página. Passando para retribuir e deixar O meu Abraço e carinho.
Lindo poema.Gostei.
Um final de semana maravilhoso é o que desejo Para você. Com muita paz, amor e, felicidade em
Seu coração. Que haja muita luz em seu caminho.
Beijos de luz !!!

POETA CIGANO – 10/10/2013

http://carlosrimolo.blogspot.com
“Poesias do Poeta Cigano”

Obs: Meu teclado está com problemas. Desculpe-me
Alguns erros por isso, ok? Está pulando letras, acentos.

Jota Effe Esse disse...

O poema é ótimo, amigo Evandro. Mas não é Deus quem nos tortura, somos nós mesmos, com o nosso proceder. Gostaria de tua visita ao meu post A BUSCA DO NIRVANA. Meu abraço.

Dani disse...

Aquela luta pela nossa falta de coragem de adentrar o desconhecido ou fazer algo que desejamos e que não compartilhamos...

Beijos

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Poeta

Uma luta entre o coração e a razão. Profundo como sempre e eu adorei ler.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Zilani Célia disse...

OI EVANDRO!
COMO JÁ COMENTEI TEU TEXTO, TE DEIXO MEUS VOTOS DE UMA ÓTIMA QUARTA FEIRA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Bernardo Velasco disse...

espectactucar texto, uma poesia abstrata, mas com uma mensagem romântica impressionante, cheio de talento, Saudações Sr. Evandro, admiro seu trabalho você está parabéns muito talentosos, os cumprimentos.

Homem, Homossexual e Pai disse...

já vi muita gente sofrer por amores platônicos! acho que seu texto e seu dialogo com o espelho passam bem esta emoção! parabéns!

A. Everton Rocha disse...

e beijar a boca do perigo," todos nós todos os dias fazemos, damos um beijo em algum fotinho bestial.