quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Céu


Céu de brigadeiro, paraíso enigmático
Infinito e anilado bálsamo almejado
Pilar de paradoxos apelos temáticos
Silêncio ora aterrorizante, ruído ora abençoado

Costurado por cordões de algodão
Colorido por relâmpagos de fogo
Alento do errante em derradeira oração
Defronte à negra cortina que fecha a janela do jogo

Degraus ornados por “corrimões miraculosos”
Morada imaculada descrita nos pergaminhos
Semente germinada pelos pais nos campos esperançosos
Da trilha “correta” dos decentes caminhos

Céu amado em estridentes e doentios louvores
Salvador da turba agraciada pelo medo
Triste, chora com sangue e destila horrores
Punindo-os por seus bárbaros atos de arremedo

Céu de brigadeiro, será verdadeiro?
Ou uma ilusão? Ou um desvario?
No fim, dar-lhe-ei um crédito, minh’alma por inteiro
E a fé que nunca tive nesse mundo sombrio...






20 comentários:

Marly Bastos disse...

Evandro, como sempre lindo poema!
O céu é uma incógnita, um mistério e uma sedução. Nele está uma viagem, um sonho, uma crença, um suspiro.
Quando criança, eu via todos os bichos lá em cima e ficava imaginando como foram parar lá e eram branquinhos porque não tinha terra lá pra sujá-los. Hoje o contemplo diferente, pois posso ver toda a magnitude do poder de Deus nesse infinito do qual só vemos o além véu.
Beijokas doces

Adriana Karnal disse...

Evandro, lindo poema, eu tbm acho o mundo sombrio, mas insisto em ser solarínea.

Shuzy disse...

Voaaaar!

Janaina Cruz disse...

O céu é tão amado por mim...

As vezes fico horas e horas, perdendo me entre nuvens e pássaros com seus vous rasantes, esqueço um pouco a correria da vida, os desejos desfeitos, o futuro que desconheço...

Um céu de brigadeiro deve ser uma delícia de se ver...

Silvério disse...

o horror lírico de Baudelaire, gostei bastante; sempre admirador do teu estilo bem definido

Fred Caju disse...

Nem do sol nem da lua, dos brigadeiros!

Rejane Bruck disse...

Ótimo sonhar, voar, registrar. Muito bonito o poema!
Gostei do teu blog!
Bj e sucesso!

Gianna disse...

Buona domenica amico e complimenti per i versi.
Abbraccio

Jorge Pimenta disse...

verdade ou mentira?
poeta amigo, há céus que se estendem para lá dos limites do nosso vazio, assim se tornando as nossas extensões de pele.
abraço, evandro!

Fernanda Curcio e Leonardo Macedo disse...

Será que existe?Também não sei...
Mas penso que se a alma, o céu e Deus fossem provados pela ciência, deixariam de lado o ilimitado mundo da beleza transcendental.Nós como matéria, não merecemos nos mesclar nesse mundo puro de verdades e certezas.

Fernanda

Paju Monteiro disse...

Parabéns pelo lindo blog!

PauloSilva disse...

Os céus são bem mais extensos e devemos estar agradecidos por conseguirmos plana-los, mesmo que em sonhos, em pensamentos.
Bonita a sua poesia! Feliz final de Domingo.

aline disse...

pelas suas influências literárias, sua escrita não poderia ser melhor.
céu de brigadeiro, será verdadeiro? - questão pra sempre pertinente.

Carina Rocha disse...

Ola, parabéns pelo blogue que é muito organizado mas parabéns do fundo do coraçao pelas palavras. Gostei de vir aqui e com certeza quando tiver tempo voltarei e vou ler muito mais.

Boa semana.

Rafael M. disse...

Talvez o céu de brigadeiro pareça uma ilusão porque sua beleza é superior a tudo que há neste mundo. Sempre haverá um pedaço do paraíso em terra, especial para cada um.

Forte abraço e sucesso!

Sandra Botelho disse...

Céu de brigadeiro
Lindo por inteiro
Que ele determine meus sonhos
E cale sempre meus pesadelos...
Bjos achocolatados

Rodrigo Moura disse...

Evandro, na vida temos 4 certezas:
1) Nascemos;
2) Existe firmamento;
3) Morreremos;
4) Existe céu.
O céu é sempre motivo de inspiração,
excelente poema, toca fundo.
Abraço Forte

AquilesMarchel disse...

voltei pra agradecer por me seguir voltei a blogosfera e obrigado pelo comentario voltei com poesia mas ai venho aqui e leio isso: Triste, chora com sangue e destila horrores
Punindo-os por seus bárbaros atos de arremedo

Céu de brigadeiro, será verdadeiro?


me ensi9na a fazer poesia?
abraços

Tatiane Trajano disse...

Palavras inspiradoras!!!

Garoto Lunático disse...

Caramba, muito bom. Que legal que alguém fodão da literatura, e autor de um livro tenha gostado de meu blog. Abraços.