sábado, 3 de abril de 2010

Até quando...

Floresta urbana
Efemérides insanas
Estilhaços enluarados
Espólios ensolarados
Languidescência cobrindo o nirvana

Fragor da brisa epilética
Solitários ganidos
Esfomeados vagidos

Arrabaldes soturnos
engendram lúcifers contemporâneos
Despertando reis adormecidos
em asfixiados sonhos esmaecidos

Juventude e inquietude
Atrativas latitudes

Jaquetas de couro
Olhares rubros e hipnotizados
Coleando e sibilando perigo
em busca de ouro

Pirilampos motorizados
Piscando a morte
em rasantes embriagados

Espécimes regozijantes
e malévolas
Rostos angelicais
descartando auréolas

Terra rasgada
Abrigando em seu ventre
Sussurros feridos
de sobrevivência enevoada

Pais espavoridos
entregam-se à fé acesa
disfarçada de vela
sobre a mesa

Filhos raivosos
dissipando vertentes delinquentes

Rompendo cada barreira vil
libertinos discípulos
do desregrado cio

Celebrando esta farta ágape em júbilo
brindada por baganas, garrafas
e o microponto amarelo

Selando as regras do jogo
disputado nos tabuleiros
de seus cerebelos

Regressam agora,
ao cabo desta confluência ceitil
arrastando pesados arrependimentos

observando a flamejante
abóbada anil
que germinada pela Lua
e pelo Sol

atesta em um único pranto duradouro
que seu belo cosmos outrora vindouro
hoje é um transcedental
e eclético matadouro

Até quando?

26 comentários:

Lara Amaral disse...

Aqui se faz, e se paga por várias geracões...

Gosto da força de seus poemas. Muito bom, Evandro!

Beijo.

Denise Portes disse...

Lindo poema que nos faz penar realmente: até quando?
Um abraço
Denise

MARIA L. BÓZOLI disse...

A vida requer cuidado.
Os amores tambem.
Flores e espinhos são belezas
que se dão juntas.
Não queira uma só, elas não
sabem viver sozinhas...
Quem quizer levar a rosa para sua vida,
terá de saber que com elas
vão inumeros espinhos.
Não se preocupe,... a beleza da
rosa vale o incômodo dos espinhos...


__Pdr: Fábio de Mello__


Feliz Páscoa e beijos meus!!

Vanessa Souza Moraes disse...

Raivoso, sim.

Gosto.

Poétesse disse...

A sua escolha de palavras é magnifica! Nunca me canso de ler os seus escritos! Reverência absoluta!

Um abraço

Hana disse...

O que dizer diante de tão sábias palavras, só sei dizer que admiro cada palavra que grava pela eternidade em seus escritos.
com carinho
Hana

Léia Alves disse...

A constatação...por sí só naum teria efeito tão intenso, boa poeta!! Muito perspicaz seu poema!
abçs pra tí e boa páscoa

Albuq disse...

Oi Evandro,

Feliz Páscoa!

Ótimo poema, que nos leva a refletir até quando?

Adorei!
bjs

LiLa BoNi disse...

Passando p te ler!!!
Mil beijos !!!!!

Úrsula Avner disse...

Olá meu caro Evandro, sua escrita é intensa e sensível... Expressivo poema. Um abraço com meu carinho,

Úrsula

Arquimedes Diniz disse...

Duas almas se encontram em caminhos hora diversos.
Sua poesia é o oposto da minha e é tão bela quanto.

Obrigado por segui-me, estou seguindo-te. Inté!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Sua poesia é forte,vigorosa,contundente e verdadeira!!!

Parabéns pelo livro e pelo seu belo trabalho!

Carinho!

Sonia Regina.

Helena disse...

Poesia e palavras fortes...
Bom conhecer teu espaço, Evandro!
Grande abraço!

Nydia Bonetti disse...

Que força tem tua poesia, Evandro. Retrato fiel deste tempo e lugar de angústias e incoerências. Muito bom! Abraço!

Frases e Imagens disse...

Linda Poesia!
Obrigado pela visita, muito sucesso pra vc também.
Bjs
Mila

Arthur Dantas disse...

Nossa, gostei muito... Me vi em um filme dos anos 80, rebeldia, R.E.M. tocando alto, motos, amigos, bebidas... e ao mesmo tempo me senti jovem hoje, vivendo da forma que nós achamos que é divertido...

Fernando Antonio Pereira disse...

Olá Evandro!
Saudações Literárias...
Parabéns! Muito bom o espaço.
Sempre que puder voltarei.
Abraços de Luz.
Visite o ILUMINANDO A VIDA.

Tânia regina Contreiras disse...

Lunático, enfático, polissilábico...e mágicos os poemas. Belas infulências de poetas eternos!
Abraços

Cristiano Contreiras disse...

intenso espaço, caríssimo!

nunca li algo tão denso e de conceito sublime!

parabéns, sou novo seguidor, retornarei!

abraço

Léo Peres disse...

Adorei o seu blog. Quando eu crescer, quero ser assim.
Estou te seguindo.
Abraços!

Veronica Rodrigues disse...

Adorei o blog. Passarei aqui sempre, e estou te seguindo.
um otimo final de semana.
abraço.

http://coffeeblogandcigarettes.blogspot.com/

Bruno de Souza Sanches disse...

Oi, Evandro, gostei do seu blog e fico feliz que igualmente você tenha gostado do meu. Como você me achou?
Abraço

Carlos. Branco. disse...

CARO ADOREI O JOGO ENTRE AS PALAVRAS COM REFRÕES CURTOS E FORTES QUE NOS FAZEM PENSAR,
PARABÉNS,
O POETA DE PLUTÃO

Nyx A Terceira Face Os Direitos autorais são protegidos pela lei 9610/98 violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do código penal (se quiser cópiar não esqueça de colocar a autoria) disse...

MASSA!

OI EU SOU A NYX REBELDE DO RECANTO DAS LETRAS
VIM LHE PRESTIGIAR AQUI NO BLOG
SEGUE O MEU?
ATE MAIS!Parabens!

Nyx A Terceira Face Os Direitos autorais são protegidos pela lei 9610/98 violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do código penal (se quiser cópiar não esqueça de colocar a autoria) disse...

Olá!
Agradecendo a visita e o comentario.
Seu blog é muito massa
toda vez que abro a pagina
é uma surpresa.

Ah visite sempre
xD

Brasil Desnudo disse...

Bom dia, Poeta!!
Belíssimos textos, mas vindos e inspirados nos mais renomes dos autores como, Rimbaud, Jim Morrison, Paulo Leminski, Baudelaire, Augusto dos Anjos, Allen Ginsberg, não poderia ser melhor o soneto em sua recíprocra...

Meus parabéns pelo blog, muito bom mesmo!

Abraços

Marcio RJ