terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Alimento



Quero um alimento
Não sólido
E sim psíquico
Algo que absorve
A minha fé que se dissolve
Silenciosamente no negro caos
Que atrozmente me envolve